Opinião

Registro de produto na ANS: a quantidade de serviços da sua Operadora acompanha a realidade?

Com a obrigatoriedade do registro de produto na ANS, muitas Operadoras mantêm serviços fora de comercialização em sua rede, mas até onde isso é estratégico? Confira.

A Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998, veio com o intuito de solucionar “abusos” cometidos pelas Operadoras de Planos de Saúde, como, por exemplo, os Produtos Segmentados. Trouxe, também, a obrigatoriedade do registro de produto na ANS por:

Veja Mais
Produtos de valor agregado: nós podemos te ajudar nessa elaboração!

A elaboração de produtos de valor agregado corretos pode ser bom para seus clientes e ótimo para sua empresa. Saiba mais!

Em busca de melhores resultados, as operadoras de planos de saúde buscam alternativas para gerar novas oportunidades de negócios, se destacar no mercado e combater a concorrência. Para isso, muitas delas recorrem à criação de novos produtos de valor agregado.

Veja Mais
LGPD na saúde: saiba as diferenças entre tratamento de dados pessoais e dados sensíveis

Ainda falando sobre a Lei Geral de Proteção de Dados confira outros artigos sobre o tema no final deste texto –, hoje eu gostaria de falar sobre as diferentes hipóteses de tratamento de dados pessoais e dados sensíveis, previstas na Lei, nos 7º e 11º artigos, tema que tem gerado certa confusão.

Veja Mais
Sobre as novas regras para planos de saúde propostas recentemente pelas operadoras

Confira a nossa opinião sobre as novas regras para planos de saúde propostas recentemente por operadoras.

Na última semana, alguns jornais e sites divulgaram um movimento das operadoras no sentido de aproveitar o momento político do Brasil para mudar o que já está estabelecido e propor novas regras para planos de saúde.

Veja Mais
Operadora de plano odontológico própria: saiba como abrir e ter um negócio de qualidade

Quer saber como abrir uma operadora de plano odontológico e ter sucesso? Neste artigo eu vou te dar “o caminho das pedras” e dar algumas dicas de como se manter nele. Confira!

Mesmo com o período de crise econômica que passamos, o interesse por abrir uma operadora de plano odontológico cresceu muito nos últimos anos, principalmente porque o segmento vem crescendo em larga escala. Mas claro que nem tudo é um mar de rosas. Apesar do bom cenário, “muitos são chamados, mas poucos são os escolhidos”.

Veja Mais
O uso consciente do plano de saúde e o equilíbrio econômico da operadora

O uso consciente do plano de saúde e o modelo de coparticipação são alguns dos principais pontos para manter o equilíbrio financeiro de uma operadora de saúde. Saiba mais.

Veja Mais
Planos de saúde coletivos: a importância dos controles dos resultados

Se você trabalha na área de saúde suplementar, deve saber bem que um gestor de operadora de saúde enfrenta diversos desafios diariamente. Um deles é a análise dos resultados dos planos de saúde coletivos, tema que eu gostaria de falar um pouco e ressaltar sua importância. 

Veja Mais
LGPD na saúde: como se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados

Em agosto de 2020, entrará em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados - Lei 13.709/18 -, que regulamenta a proteção de dados pessoais no Brasil. Além do caráter regulatório, a norma tem como propósito garantir os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade dos cidadãos brasileiro. Mas você sabe quais são os impactos da LGPD na saúde? 

Veja Mais
SUS x saúde suplementar: as confusões cometidas nesse debate

O embate SUS x saúde suplementar é um dos principais assuntos quando debatemos a saúde do país, mas muitas pessoas acabam confundindo o “negócio” plano de saúde com o direito à saúde previsto na constituição, referente ao serviço prestado pelo SUS.

Veja Mais
Quer saber sobre Governança e regras para operadoras?

Só de falar em governança muitas pessoas já pensam que é algo misterioso, difícil de definir.  Considerando que a Resolução Normativa,  RN 443, já foi publicada, não há mais como fugir do assunto, o que está mais para "se correr o bicho pega, se ficar o bicho come"...

Veja Mais
Controle da despesa administrativa de operadora de saúde

Qual o percentual ideal de despesa administrativa de uma operadora de saúde?
Quando falamos em precificação de produtos, uma das principais questões que devemos nos atentar é a Despesa Administrativa. Mas o que eu tenho observado ultimamente é que muitas operadoras não dão a devida importância ao assunto e acabam errando ao utilizar apenas o percentual padrão de mercado (15%).
 

Veja Mais
Problemas na saúde: todo mundo paga pela ineficiência

Em diversos setores, é muito comum ouvirmos a frase “todo mundo paga pela ineficiência” e isso faz muito sentido. Sempre que participo de algum evento cujo objetivo é discutir e aprofundar a entrega de valor, experiência do paciente e otimização de recursos na saúde suplementar, a palavra eficiência e os problemas na saúde são destaque.

Veja Mais
Modelos de remuneração na saúde: qual a melhor alternativa?

Diante dos crescentes custos com saúde, as alternativas para uma gestão de despesas médico-hospitalares adequada ganham, cada vez mais, o foco do mercado de saúde suplementar. Nesse contexto, as discussões acerca dos modelos de remuneração na saúde, entre prestadores de serviço e operadoras, bem com suas repercussões na sustentabilidade do setor, têm sido cada vez mais importantes.

Veja Mais
De que lado o PROCON está?

Quando eu era criança, queria ser médica. Eu amava matemática, mas não queria ser professora e, de onde eu vim, naquela época, era a única opção que eu conhecia. Depois de me formar em ciência atuariais (uma escolha que exigiria mais tempo para explicar), tive a oportunidade de ter como minha primeira experiência profissional um estágio em hospital e depois uma consultoria atuarial especializada em planos de saúde. Foi então que percebi que podia exercer o meu papel social, que sonhava em ter como médica, numa área que valorizava minha afinidade com os números.

Veja Mais
Minha experiência com o serviço de Atenção Primária à Saúde

Umas das causas apoiadas pela ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar é a adoção, por parte das Operadoras, do modelo de Atenção Primária à Saúde (APS). A APS pressupõe a construção do percurso assistencial do beneficiário, vinculando cada usuário a um médico generalista que fará a gestão da sua saúde.

Veja Mais
Preço do plano de saúde: por que meu plano custa mais?

Já parou para pensar por que o preço do plano de saúde que você contratou é mais caro que outros? Para entender o que leva um produto a ter um determinado preço, é necessário, primeiramente, conhecer as variáveis que determinam seu valor, que são, basicamente:

Veja Mais
Produto com modelo de Atenção Primária de Saúde

O conceito de Atenção Primária nasceu com Lorde Dawson, que foi médico da coroa inglesa e publicou em 1920 um relatório enquanto ministro da saúde, detalhando um plano de atenção a saúde para a população inglesa em que estruturava o atendimento em fase primária, secundária e terciária, definindo regiões de atendimento por centro médico, que serviu de base para a criação do NHS – National Health System, o SUS britânico em 1948.

Veja Mais
Cuidado com Redes Sociais

Em artigos anteriores comentei sobre os benefícios que a tecnologia nos traz e de suas facilidades para o dia a dia das operadoras e não é de hoje que sabemos que a empresa que não se adaptar à era digital, não se estabelece.

Veja Mais
LGPD e o impacto nas organizações. (Lei Geral de Proteção de Dados)

A Lei n. 13.709/18 que trata das regras gerais de proteção aos dados pessoais trouxe um conceito expansionista, que amplia o conceito de dado pessoal a gosto, etnia, etc. Mas será que o assunto é novidade para o setor de saúde?

Veja Mais
Sua Operadora pretende crescer em 2019?

No início deste ano a Prospera realizou uma pesquisa com seus clientes sobre o planejamento estratégico idealizado para o ano de 2019. Nesta pesquisa tivemos mais de 100 entrevistados, os quais cerca de 66% exercem cargos de diretoria e gerência das Operadoras de Planos de Saúde.

Veja Mais
TOP