Opinião

A importância da Análise da Suficiência de Rede de Prestadores

Para analisar a suficiência da rede de prestadores, a definição de metodologia de aferição de rede é fundamental. Com a definição do método a ser considerado bem como os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, serão identificadas as informações sobre a rede de prestadores atualmente mantida e dados sobre a evolução da carteira de beneficiários.

Veja Mais
Diagnóstico das internações Pré pandemia x Período pandêmico

O momento vivido em 2020 foi desafiador para o sistema de saúde pública e suplementar no Brasil. Sendo assim vamos abordar nesse artigo características especificas no âmbito de internações e demais procedimentos a nível de especialidade médica.

Veja Mais
Teremos novidade sobre a PIC?

No dia 27 de dezembro de 2021, ocorreu a 10ª Reunião Extraordinária de Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS. Essa reunião extraordinária teve como propósito deliberar uma pauta composta por três itens da DIOPE - Diretoria de Normas e Habilitação das Operadoras.

Veja Mais
Coberturas adicionais/opcionais e o Benefício Farmácia

As operadoras podem oferecer, além da cobertura dos procedimentos descritos no Rol da ANS, coberturas adicionais ou opcionais, dentre elas está a Assistência Farmacêutica, a fim de garantir a cobertura dos medicamentos, os quais não possuem cobertura obrigatória por parte das operadoras.

Veja Mais
Sua operadora tem mais de 20 mil beneficiários? Então você precisa ler isso!

Para alcançar indicadores que possam medir e possibilitar adequações, mudanças e melhorias dentro da operação, a operadora tem certos caminhos a percorrer. Vou comentar resumidamente sobre eles neste artigo.

Veja Mais
Por que as Operadoras não vendem planos de saúde “populares”?

Mais de 48,5 milhões dos 213 milhões de brasileiros possuem plano de saúde suplementar, seja por meio das empresas em que trabalham, das associações às quais estão vinculados por adesão ou por contratação como pessoa física, sendo essa a menor parte. Embora essa representatividade seja expressiva, “ter” um plano de saúde ainda é o terceiro maior desejo de consumo das famílias brasileiras, segundo pesquisa encomendada pelo IESS em 2021.

Veja Mais
Engajamento dos beneficiários para o uso consciente do plano de saúde

Com a retomada das atividades presenciais, avanço da vacinação, abertura de fronteiras em tão poucos meses, já podemos observar nos estudos que contém analises  sobre o perfil da carteira de beneficiários em relação às suas características e comportamento quanto à utilização de serviços médicos prestados pela Operadora

Veja Mais
Impacto da inclusão da Cirurgia Antiglaucomatosa via angular com implante de Stent de drenagem por técnica minimamente invasiva no Rol de Procedimento

No dia 05/11/2021 aconteceu a 8ª Reunião Extraordinária da DICOL, em que foi determinado que um plano de saúde cubra a Cirurgia Antiglaucomatosa via angular com implante de Stent de drenagem por técnica minimamente invasiva.

Veja Mais
Insights sobre o painel de precificação da ANS - jun/2021

Em diversas áreas é fundamental poder contar com ferramentas para auxiliar na tomada de decisão para a melhor visualização da situação. Na saúde suplementar não seria diferente. Neste artigo, trouxe alguns insights sobre o Painel de Precificação, uma ferramenta disponibilizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) de acesso público.

Veja Mais
Carteira de beneficiários

Quando converso com gestores de Operadoras de planos de saúde sobre a carteira de beneficiários o que posso relatar como unanimidade é que todos tem o desejo de crescer a carteira. Em uma das pesquisas que realizamos com nossos clientes sobre o planejamento estratégico idealizado, pesquisa essa que contou com mais de 100 entrevistados, sendo aproximadamente 66% destes em cargos de diretoria e gerência das Operadoras.

Veja Mais
Impacto Atualização Tábua BR-EMS

Simulação de impacto da atualização da tábua biométrica BR-EMS nos passivos totais do mercado de OPSs, nos estudos da PIC e do TAP

Veja Mais
Impactos da pandemia nas “notas” das operadoras - IDSS 2021 (ano base 2020)

O ano de 2020 foi um ano atípico de atendimento das operadoras, em razão da pandemia da COVID-19, no entanto, o IDSS do ano de 2021, tendo como fonte de dados atendimentos prestados pelas operadoras em 2020, considerou alguns indicadores comparados à dados da Organização Mundial da Saúde – OMS em condições normais, o que impactou no resultado das operadoras

Veja Mais
Você que tem uma operadora odontológica, precifica seus produtos de forma adequada?

Sabemos que as operadoras odontológicas não possuem, por enquanto, obrigatoriedade junto à ANS em ter uma nota técnica que determine o preço adequado aos seus produtos, e por isso tenho visto alguns casos em que despreocupadamente, a operadora coloca o preço que lhe convém, ou seja, abaixo do mercado.

Veja Mais
Quanto do plano coletivo empresarial é financiado pelo empregador e quanto fica com o empregado?

A coparticipação representa a parte da despesa com o atendimento médico-hospitalar com a qual o usuário do plano de saúde arca quando usa seu plano. Além de reduzir o valor da mensalidade do plano de saúde pela divisão da responsabilidade financeira entre Operadora e usuário, a coparticipação exerce um efeito de “moderação” no uso excessivo e desnecessário dos planos de saúde, pelo efeito que chamamos de risco moral.

Veja Mais
Teletrabalho e o plano de saúde

A partir do advento da Lei nº 13.467/2017, também conhecida como a “Reforma Trabalhista”, o teletrabalho passou a ser disciplinado de forma específica pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) como sendo a prestação de serviços preponderantemente fora das dependências do empregador, com a utilização de tecnologias de informação e de comunicação que, por sua natureza, não se constituam como trabalho externo.

Veja Mais
Startup uma experiência tecnológica e humana

Assim como a tecnologia está presente nas relações comerciais de outros ramos, temos hoje as opções oferecidas pelas Startups, que ao invés de se apresentar como uma operadora com larga rede de prestadores, chega no mercado como uma facilitadora, sem muitas burocracias, com poucas e boas opções de escolha de recursos, porém, com foco na gestão de saúde de seus beneficiários. Leia mais.

Veja Mais
Por que os reajustes coletivos vêm reduzindo ao longo dos anos?

Os planos coletivos (empresariais/adesão) são aqueles em que os beneficiários estão vinculados à pessoa jurídica contratante por relação empregatícia ou estatutária e ainda por pessoas jurídicas de caráter profissional, classista ou setorial, como: conselhos, sindicatos e associações profissionais.

Veja Mais
Impactos do reajuste negativo

Temos orientado inclusive nossas parceiras operadoras que se atentarem que essa questão também tem impacto nas coparticipações dos produtos, entendemos que se aplica o mesmo percentual de reajuste nas coparticipações dos referidos produtos se tiver expresso no instrumento jurídico.

Veja Mais
Obrigatoriedade de CID ou hipótese diagnóstica nos pedidos médicos e guias TISS para autorização dos procedimentos pelas operadoras de saúde

Ao realizar um treinamento sobre as regras de atendimento e relação com os prestadores e, logo em seguida, recebi o mesmo questionamento muito relevante para o setor acerca de suposto direito da Operadora de não autorizar exames sem que tenha CID ou Hipótese diagnóstica no pedido médico, razão pela qual resolvi escrever sobre o assunto no presente artigo.

Veja Mais
Mais tecnologia em saúde ou mais acesso em saúde?

Os debates do Fórum ASAP que aconteceu nesta última semana de agosto foram enriquecedores para a construção de um novo modelo de saúde e inspirado em algumas ideias chaves apresento um debate sobre mais acesso ou mais tecnologia no artigo a seguir.

Veja Mais
TOP